Sentindo que está perto…

Os dois últimos dias não escrevi filhota. Dia 30 de novembro, um dia depois do último alarme falso eu não senti nada, o dia foi muito tranquilo e fiquei sem ideias para postar! hehehe

No dia seguinte também, o dia todo foi tranquilo, me senti disposta a andar, fazer as coisas dentro de casa e trabalhei bastante. Terminei de fazer todos os seus cueiros e no final da tarde a mamãe foi com a vovó comer beiju.

Nesse passeio é que as coisas mudaram um pouco, pois senti as pontadas mais fortes de todos os tempos! A barriga ficou muito dura e quase a mamãe não conseguia andar. Voltamos para casa devagarzinho, e a mamãe começou a sentir uma leve dor na lombar. Várias outras pontadas se seguiram e a mamãe começou a ficar um pouco ansiosa.

Quando a mamãe chegou em casa resolveu deitar um pouco para relaxar. Todos ficaram atentos, mas resolveram lavar a escada e isso demandou ajuda de todos. E a mamãe ficou sozinha alguns instantes. Meditei nesse momento, pedi a Deus que conduzisse todo o trabalho de parto e apliquei Reiki na barriga. Peguei no sono e só acordei com o papai chegando e perguntando se estava tudo bem.

Nesse momento senti fome e levantei para comer. A barriga parecia ter dobrado de peso, estou andando praticamente me arrastando, principalmente quando a barriga endurece. Depois disso fiquei conversando com o papai até mais tarde, mas nenhuma posição me deixava confortável. Eu estava um pouco agoniada, com um frio na barriga, sentindo que a hora estava se aproximando. Comentei sobre essa ansiedade com o papai e decidimos tomar um banho para relaxar e dormir. Na cama a sensação de desconforto continuava e o papai teve a ideia de fazer uma massagem na mamãe. Ele fez uma massagem maravilhosa e eu relaxei completamente, quase dormia enquanto ele me massageava.

Depois da massagem dormi até hoje 11h de hoje. Acordei um pouco mole e com o peso muito grande na barriga. Agora no final da tarde recebemos visitas, as tias do papai vieram conhecer a mamãe. Conversamos bastante e a barrica voltou a endurecer muito, e voltei a sentir a sensação de que tudo está se abrindo embaixo. Isso tudo com algumas pontadas bem fortes.

A vovó Nilza fez polenta agora à noite para a mamãe matar a vontade e eu comi bastante com frango. Vou deitar um pouco para tentar relaxar e quem sabe dormir mais cedo.

Sentir que está cada vez mais perto do seu nascimento me anima muito!

Até logo minha sementinha!

 

Esta entrada foi publicada em Histórias para a sementinha. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta a Sentindo que está perto…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *