Primeiros movimentos…

A mamãe foi passar um final de semana na casa da Vovó Ana e do Vovô Avelar em Jacuípe com o papai. Foi um final de semana ótimo, tranquilo. Um pouco de ar puro, caminhada na praia e muitas comidinhas gostosas. A noite eu e o papai sempre íamos para a varanda conversar na rede.
Eu e o papai estávamos como sempre, confabulando sobre o futuro e falando de nossos planos. O papai falou alguma coisa que fez a mamãe rir e no meio da risada senti um movimento diferente no pé da barriga! Parei imediatamente e fiquei esperando, seu pai perguntou logo o que estava acontecendo. Outra vez, um novo movimento! Então falei que achava que era você mexendo! Ai o papai colocou a mão na barriga da mamãe e ficamos bem quietos por alguns instantes esperando outro movimento, mas você não se mexeu mais.
Ficamos eu e o papai achando que poderia ser impressão minha, pois a médica disse que eu só sentiria a partir da 18° semana e ainda estávamos na 16°. Então ficamos esperando para ver se acontecia outra vez. No outro dia à noite senti novos movimentos iguais aos do dia anterior. A certeza foi aumentando, toda vez que sentia aquele movimentozinho gostoso meu humor mudava! Com certeza era você!
Mas os movimentos eram rápidos, e às vezes batia aquela dúvida, decidi não alardear para todo mundo e esperar para ter certeza.
Na mesma semana no feriadão de São João, eu e o papai ficamos em Salvador mesmo, descansando e fazendo o que nós adoramos fazer…conversar! Já na madrugada de uma dessas noites, quando já tínhamos decidido parar de conversar para dormir comecei a sentir seus movimentos outra vez, primeiro como antes, rápidos, depois você deu umas duas voltas bem fortes e eu pude sentir com minha mão alguma parte do seu corpinho passando!
Falei com o papai que colocou a mão imediatamente para sentir também, mas você parou de mexer. Fiquei um tempo ainda esperando algum movimento, mas você ficou quietinho depois disso.
Agora sei quando é você mexendo. O papai fica na expectativa de sentir também, já sentiu algumas vezes rapidamente. Mas sei que de agora em diante seus movimentos serão mais frequentes.
Sentir você mexendo dentro de mim filhote foi a melhor sensação que eu poderia ter. Adoro quando começo a sentir, paro tudo para prestar atenção. Eu sinto mais seus movimentos durante a noite, principalmente antes de dormir. É a melhor sensação do mundo e quando demoro de sentir eu sinto falta.
Hoje comentei com o papai que você quase não mexeu nos últimos dois dias, e ele disse que era para eu deixar você meditar!!! Sempre brincamos que eu não sentia você mexer porque você estava meditando!
Mas fica ai filhote no ritmo que você quiser. Sentir sua presença cada vez mais forte a cada dia é gratificante e é motivo de grande felicidade para a mamãe e para o papai. Queremos curtir cada momento da chegada do nosso filhote!!! Te amamos muito!

Esta entrada foi publicada em Histórias para a sementinha. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *