Dia dos Pais

Filhota, ontem foi dia dos Pais.

Uma data capitalista, ou seja, criada para movimentar o comércio e gerar mais lucro para os comerciantes. Olhando assim fica até feio não é?! Comemorar algo assim, criado para mover o sentimento das pessoas em torno do consumismo sem limites, em nome da geração de lucro.

A mamãe cresceu ouvindo que dia dos pais, das mães, das crianças e outras datas, não era só no dia estipulado pelo comércio, mas todos os dias. Todo dia é dia de dedicar amor às pessoas que amamos. Todo dia é dia de presentear e de fazê se sentirem ainda mais especial.

Quando a mamãe e as tias Carol e Juliana éramos crianças, no dia dos pais, fazíamos café da manhã para o vovô. Escrevíamos bilhetinhos falando do nosso grande amor! Era uma delicia, mas no fundo era igual a todos os finais de semana. A única diferença era mesmo isso, os bilhetes, o café e às vezes alguma lembrancinha.

Não cresci numa família instruída sobre o aspecto comercial da data. Nunca ouvi nenhum discurso ante  capitalismo na minha infância, nem na adolescência. Nesse aspecto a minha família é mais provinciana. Ainda assim, sempre demos um sentido especial à data.

Foi isso que eu fiz esse final de semana. Estava cheia de saudade daqueles tempos de fazer esse mimo para meu pai. Como não tinha meu pai por perto, seu pai foi minha “vitima”! hehehe Não só por isso, também quis preparar um dia especial para ele que tem  feito nós duas tão felizes!!

Preparei um café da manhã na cama para o papai, com café, bolo de chocolate e pão com queijo! Além de um bilhetinho, como os que eu escrevia para o vovô quando era criança.

Confesso filha que eu tive que me segurar para não chorar, pois fazer isso ainda me deixou com muita saudade. Mas o dia já tinha começado muito bem, então eu me comportei e não chorei!

Seu pai que estranhou, por causa desse discurso todo sobre o tal capitalismo e etc…ao qual ele sempre levantou a bandeira e defendeu. Foi engraçada a reação dele!

Mas foi tudo ótimo, depois de tomar o café na cama, nós fomos à praia. Estava um dia lindo e lá observamos várias cenas de pais com seus filhos brincando, curtindo o tal dia capitalista!

Também produzimos a nossa própria cena, eu, você na minha barriga e o papai andando na praia! Tem cena mais linda que essa nesse mundo?

Resumindo filhota, foi um dia maravilhoso e cheio de amor. Você gostou tanto que passou o dia relaxada, pouco se mexeu. O contrário do dia anterior que você estava serelepe!

Enfim, nosso primeiro dia dos pais juntos foi espetacular!!! A mamãe adorou você amou e o papai, com certeza, era o papai mais lindo e mais feliz do dia!!!

O próximo dia dos pais você já terá chegado a esse mundo colorido e teremos sua participação, sua presença deliciosa alegrando nossas vidas e tornando qualquer data mais feliz do que normalmente foram um dia!!!

Te amamos filha!

Esta entrada foi publicada em Histórias para a sementinha. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *