Falando pelos cotovelos…

Bom, ela já fala há bastante tempo.  A primeira palavra foi “mama” aos 7 meses, no mesmo dia falou “papa”. E desde então não parou. Com 1 ano falava muitas palavras e entre uma palavra e outra um bebeiês sem fim que era a coisa mais linda do universo. Agora com 2 anos e 4 meses é a maior tagarela perguntadeira que se tem notícia! Esse post deveria ter saído há tempos, tanta coisa eu nem lembro mais, mas vou tentar listar as coisas mais engraçadas ditas por ela e que nos fazem rir sempre.

 

A poliglota

Cantando em inglês:

– Neribiii, neribi…neribiiiiii

(let it be – beatles)

Falando espanhol:

Pede um copo com água, bebe até a ultima gota, coloca em cima da mesa e diz:

– Que rico!!!

Se esconde e quando aparece diz:

A cá está!

Declara seu amor pela boneca:

– Mi amor!

Pronuncias engraçadas

– Mamãe qué chá…chazinho!
– De que?
– Pamolmila!

…….

– Mamãe, qué mais bodoim*!!!

*amendoim!

……..

– Mãe, onde foi o mocóptero*?

* helicóptero

Perguntas engraçadas

Entramos numa loja no natal e ela vê um Papai Noel da altura dela. Fica parada diante da figura , faz cócegas em um sovaco do boneco e espera. Faz cócegas no outro sovaco e espera. Ai eu chamo para sair da loja. Ela me acompanha pensativa. No meio do caminho pergunta:

– Mãe, papai Noel tem “suvaco”?

Vendo o pai nu no banho pergunta:

– Tio Paulo tem pinto?

Vendo os peixinhos no mar:

– Mãe, peixe tem perna?

Observando uma mosca:

– Mãe, mosca tem dente?

– Não filha.

– Ela já “rancou”?

Descobrindo o sabor do mar

Passa a língua nos lábios:

– Tá salgado!

Dedinho na água do mar, dedinho na boca:

– Gostoso!

De onde vem os bebês

Descobriu que os bebês saem da barriga de suas mães e lógico que suas bonecas vivem saindo da barriga dela! Outro dia foi brincar na casa de uma amiga e esqueceu uma de suas bonecas. Houve alguns desencontros até que eu pudesse buscar a boneca e ela lembrava da criatura diariamente. Numa tarde estava conversando sozinha:

– Neném “queceu” na barriga. Ai, ta saindo, saindo, saiu lá na casa de Raquel!

E como ela chegou…

– Moiza “queceu” na barriga de mamãe, ai papai deu um beijo e saiu. Agora Moiza “quece” fora!

Consumo

Estávamos voltando do passeio da tarde, nossa casa fica no topo de uma ladeira. Ela pediu colo eu a coloquei no ombro, mas ela queria o colo. Então pedi para ela ficar um pouco, pois eu estava cansada e nós já estávamos chegando. Nisso, passa um carro…

– Quero um desse… (contemplativa)

– um desse o que?

– um carro desse,  para papai “dirigi”!

……

No mercado:

– Quero azeitona!

– Porque?

– Moiza “pecisa”!

– Mas já estamos levando o que precisamos.

– Moiza não “pecisa” não, já tem em casa!

…..

-Mãe, Moiza “pecisa” de um desse! (Mostrando o desenho de uma lupa num livro.)

Para não deixar dúvidas

Ela adora ajudar o pai a cortar o cabelo. Estávamos na casa de amigos e ela começou a contar que tinha cortado o cabelo do pai.

Léo: Foi mesmo, você cortou o cabelo do papai?

–  Cortei!

Léo: Com maquina?

– Foi!…Mas não foi a maquina de lavar!

Ativista em prol da amamentação (orgulho da mamãe)!

Ela nunca joga as coisas pela janela, numa tarde me surpreendeu fazendo isso com a mamadeirinha de uma de suas bonecas, então perguntei:

– Filha, você está brincando de quê?

– De jogar as coisas fora.

– Tá, mas se você jogar a mamadeira fora como a boneca vai mamar?

– No peito!

Até ela sabe que mamadeira é coisa inútil!!! Expliquei que quando quiser jogar algo fora que use o lixo, não a janela!!!

Ativista em prol da alimentação saudável (orgulho da mamãe II).

No mercado viu uma mulher oferecer bala ou chiclete para a filha, mais ou menos da mesma idade dela:

– Mãe, a mamãe dela ta dando “chiquete” para ela.

– Eu sei filha (tentando disfarçar).

– pode?

– A mamãe dela deixa não é, então ela pode?

– Moiza pode?

– Não

– Porque tem açúcar, faz mal para os dentes, para o sangue, para a barriga…

– é…

– A mamãe dela sabe, mãe?

Contradições

1 . Eu faço bolos com o mínimo de açúcar possível, aqui usamos muito pouco e cada vez menos. E ela já sabe que açúcar é algo ruim. Porém, estava fazendo um bolo e ela estava me ajudando. Quando fui colocar o açúcar (a receita indicava 2 xícaras e eu estava colocando 3 colheres) ela me perguntou:

– Mãe, o que você está colocando ai para Moiza comer?

2 . Eu estava limpando o quintal e retirando os matinhos. Sempre ensino ela a ser delicada com as plantas e não sair arrancando folhas e flores. Quando me viu arrancar o matinho, exclamou!

– Mãe, devagar com as bichinhas!

Solidária

Estávamos passeando e eu convidei para voltar para casa:

-Vamos filha para casa, ver papai.

–  é …ver o bichinho.

– que bichinho?

–  papai, o bichinho ta sozinho!!!

Tudo depende de como se vê

A avó Ana comentou que o vizinho tinha pintado a parede e respingado a janela dela de tinta. Esse comentário foi feito sem que ela visse. Em outro momento ela viu os respingos de tinta na janela falou:

– Olha a arte mãe!

Decorando histórias

Gritando correndo pela casa:

– Convocação geral!!!!

Trecho do livro: A Bela Borboleta, Ziraldo.

Toda vez que a gente fala “maaaass”, desse jeito arrastado, ela completa:

– Quando a caixa se abriu Lino encontrou uma menina que se chamava Estrela. Ele não sabia explicar, mas achou aquele nome ENCANTADOR! (a ultima palavra é em tom mais alto e com uma carinha que só vendo!!!)

Trecho do livro: Lino, André Neves.

Toda vez que ouve os cachorros do vizinho latir:

– Nãããããão.

Livro: Não, Marta Altés

Da série: Saia justa é apelido!

Em visita na casa de uma amiga, ela pede para lavar a mão. Minha amiga lava mão dela e oferece um pano para secar.

– mãe, to enxugando a mão!

– é filha?!

– No pano de chão!

– :O

(o pano estava manchado)

Da série: Do jeito que você mandou:

Ela correu para o vovô perguntando cadê a vovó. O vovô respondeu que estava lá em baixo e disse: chama ela lá.

–  Elaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!

Matemática e finanças

Voltando para casa eu mostro o céu estrelado:

– Filha, olha as três marias!

– Três não, uma está indo para casa!

…..

Vê um monte de moedas e pergunta:

– O que é isso?

Antes que eu respondesse ela completa:

– É credito!

……

O pai estava abrindo o pacote de biscoito de povilho e perguntou:

– Você quer 1 ou 2?

– Um e dois! Um para você e dois para mim!!!

 Entendendo a família

– Mamãe é mulher do neném que saiu da barriga da vovó Ana!

Acredite se quiser…ela falou isso!!!!

Agradecendo

Ela termina de fazer cocô e grita:

– Papaaaaaiii

– Já terminou? – Pergunta o pai.

– Já, graças a Deus!

Cuidando da mamãe

Mamãe com dor na coluna:

– Ai filha, minha coluna ta doendo, deixa eu sentar aqui um pouco.

– Toma esse suquinho mamãe, é remédio! Já vai passar, acontece!!!

Além de tudo acredita fielmente no poder de cura do beijo.

É ou não é a coisa mais fofa da mamãe?

E ai, o que seus pimpolhos andam falando?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Esta entrada foi publicada em Histórias para a sementinha. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas a Falando pelos cotovelos…

  1. Natacha disse:

    Muito fofaaaaa!!!! Mais apaixonada ainda por essa minha sobrinha linda!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *